segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Oitavo dia da novena de natal: do medo... a coragem

G: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

CANTO 

L: Com  a esperança, queremos iluminar os nossos medos e acender a “vela da coragem”. Que o Senhor Jesus nos ajude a ter a coragem de confiar na sua Palavra, na obediência à sua vontade. (se acende a vela)

G: Tu, Emanuel, Deus-conosco, Senhor e irmão nosso.
T: Vem, Senhor Jesus! Vem rápido em nosso meio!
G: Tu, enviado pelo Pai para salvar todos os homens.
T: Vem, Senhor Jesus! Vem rápido em nosso meio!
G: Tu, que preparastes para nós uma morada no Reino dos céus.
T: Vem, Senhor Jesus! Vem rápido em nosso meio!

ORAÇÃO (todos):
Esperamos por Ti, Senhor Jesus! Esperamos pacientemente por tua chegada, por tua luz, por tua mensagem, por teu amor! Ajuda-nos a preparar o nosso coração para ti, e a reconhecer as luzes que chegam nos nossos cantos escuros. Senhor Jesus, queremos recebê-lo em nossos dias e com a tua ajuda seremos também nós os teus mensageiros para que aqueles que estão ao nosso redor possam reconhecer que tu és o broto de Deus que traz a esperança ao mundo. Amém.

ENTRE TANTAS PALAVRAS … A PALAVRA

Do Evangelho segundo Lucas (1, 26-38)
No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, porque a Deus nenhuma coisa é impossível. Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela.

REFLEXÃO
Certamente Maria teve um pouco de medo ao ouvir do anjo que Deus a chamava para se tornar a Mãe do Filho de Deus. Realmente parecia algo muito maior do que ela. No entanto, depois de uma perturbação inicial, intuiu que Deus a estava chamando para algo grande, lindo, e depois do medo trilhou corajosamente pela estrada daquele "Sim, faça-se em mim segundo a tua palavra”. Também nós, em alguns momentos, temos medo de realizar aquilo que nos pede o Senhor.  Ficamos perdidos, não entendemos que realmente, com os nossos pequenos "sim" cotidianos, Deus pode demonstrar ao mundo o seu amor por todos os homens.

Breve silêncio

PAI NOSSO

ORAÇÃO CONCLUSIVA
G: Ó Pai, que nos dá a alegria para celebrar o Natal que está quase chegando, dai-nos a mesma coragem que teve Maria ao dizer o seu "sim", para que, vencendo as dificuldades cotidianas, possamos também nós oferecer-te com amor a nossa vida, na obediência da tua vontade. Por Cristo, nosso Senhor.
T:  Amém.

Equipe de liturgia
Missionárias da Imaculada-Padre Kolbe