domingo, 12 de agosto de 2012

NOVENA A SÃO MAXIMILIANO (Oitavo dia)

PERCORRA O CAMINHO DA SANTIDADE

“São Maximiliano... um mestre, alguém que nos indicou a estrada”


Aproximando-nos de São Maximiliano Kolbe descobrimos que o seu desejo constante de santidade tem uma característica bem precisa: ser sempre mais perfeitamente da Imaculada para ser sempre mais perfeitamente de Deus! Este é o segredo que o conduziu ao seu objetivo, “ser santo e grande santo”, abrindo sempre mais as asas da sua vida rumo a plenitude do amor a Deus e aos irmãos. Tornou-se assim um verdadeiro profeta da civilização do amor, particularmente eloqüente para o nosso tempo.

ORAÇÃO INICIAL

Ó São Maximiliano, seguidor fidelíssimo do Pobrezinho de Assis, que inflamado de amor a Deus transcorreste a vida na prática assídua das virtudes heróicas e nas obras santas do apostolado, volta o teu olhar a nós, teus devotos, que confiamos na tua intercessão.
Tu que, irradiado da luz da Virgem Imaculada, atrais-te inúmeras pessoas aos ideais de santidade, chamando-as em diversas formas de apostolado para o triunfo do bem e da dilatação do Reino de Deus, obtenha a nós a luz e força para operar o bem e atrair muitas pessoas ao amor de Cristo.
Tu que, na perfeita conformidade ao divino Salvador, alcançaste alto grau de caridade para oferecer, em sublime sacrifício de amor, a tua vida para salvar a um irmão prisioneiro, suplique-nos do Senhor a graça que ardentemente te pedimos... (silêncio)
E, animados pelo mesmo ardor de caridade, possamos também nós com a fé e com obras testemunhar Cristo aos nossos irmãos, para alcançar contigo a beatificante possessão de Deus na luz da glória. Amém.

A TRANSFORMAÇÃO EM MARIA

D. Estamos reunidos para agradecer ao Senhor e a Virgem Imaculada pelo dom da vida e da santidade de São Maximiliano Kolbe. Com ele queremos aprender a ser reflexo do amor de Deus para testemunhar aos homens de hoje a caridade e a verdade do Evangelho.

Evangelho de Lucas 1, 46- 55:

“E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor! meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo. Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem. Manifestou o poder do seu braço: desconcertou os corações dos soberbos. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes. Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos. Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia, conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre.”

“Ela sozinha deve instruir cada um de nós em cada instante, deve conduzir-nos, transformar-nos em si mesma, de modo que não sejamos mais nós a viver, mas Ela em nós, assim como Jesus vive nEla e o Pai no Filho. Permitamos a Ela que faça de nós e por meio de nós qualquer coisa que desejar e Ela cumprirá seguramente milagres de graças: e nós mesmos nos tornaremos santos e grandes santos; muito grandes, porque conseguiremos tornar-nos semelhantes a Ela e Ela conquistará, por meios de nós, o mundo inteiro e cada alma”. (SK 556)

L.1 Maximiliano Kolbe já entendia a consagração à Imaculada com um ser “transformado nela”, um “tornar-se Ela”. A proposta global do mártir de Auschwitz mantém toda a sua atualidade. Se trata de manifestar na nossa vida a mesma vida de Maria, perfeita seguidora de Cristo e modelo da Igreja e de cada cristão. Ser Maria: uma espiritualidade mariana profundamente eclesial, que colhe nas atitudes da Virgem, descritas na Marialis Cultus, o caminho certo para “tornar-se Ela”. Maria é a virgem da escuta, a virgem da oração, a virgem mãe, a virgem oferente. Como expressar melhor o desejo de imitação e assimilação a Ela, senão entendendo a consagração como um dinamismo que, através de uma experiência concreta dessas quatro atitudes, se transforma nela? A vida interior intensa, como simbiose entre contemplação e ação; a obediência, como mistério de fé; a caridade-comunhão, que torna capaz de dar a vida pelo irmão; a oferta suprema, a dor quista por amor. Essas são, portanto, as colunas-mestras de uma vida vivida no seguimento de Cristo com Maria.

L.2 Das catequeses marianas do Papa João Paulo II

Maria testemunha o valor de uma existência humilde e escondida. Normalmente, todos exigem, e às vezes pretendem, poder valorizar ao máximo a sua própria pessoa e as próprias qualidades. Todos são sensíveis à estima e à honra. Os evangelhos mencionam repetidas vezes que os apóstolos ambicionavam os primeiros lugares no reino, discutiam entre si quem seria o maior, e que Jesus precisava dar-lhes, a esse respeito, lições sobre a necessidade da humildade e do serviço. Maria, ao contrário, nunca quis glórias ou vantagens de uma posição privilegiada; sempre buscou cumprir a vontade divina, conduzindo uma existência segundo o plano salvífico do Pai. A todos quantos, não raramente, sentem o peso de uma existência aparentemente insignificante, Maria revela quanto pode ser preciosa a vida, se vivida por amor a Cristo e aos irmãos.
João Paulo II – 22 de novembro de 1995

ORAÇÃO FINAL

Ó São Maximiliano, escuta esta oração de louvor e de súplica que te dirigimos com confiante devoção. Honramos a santidade da tua vida, guiada por intrépida fé no mistério de Cristo, sustentada por uma firme esperança na potência da sua graça, animada de ardente caridade a Deus e ao próximo.
Concede-nos poder viver constantemente em fiel correspondência à dignidade humana e cristã.
Exaltamos a tua atividade apostólica, na qual te empenhaste com fervoroso zelo para educar o povo de Deus na fé em Cristo Senhor, e na veneração à Imaculada, Rainha do mundo e Mãe da Igreja, para o advento do Reino de Cristo entre os homens.
Admiramos o sacrifício heróico com o qual ofereceste a tua vida espontaneamente para salvar a vida de um irmão.
Concede-nos crer firmemente que a fé em Cristo Senhor é a única vitória que vence o mal, e de podermos operar com a coragem dos mártires para o triunfo da justiça, da caridade e da paz. Amém.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...
São  Maximiliano Maria kolbe... Rogai por nós
Salva Maria Imaculada.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.