quinta-feira, 30 de agosto de 2012


“Mestre, onde moras?
Venham ver; foram, viram permaneceram com Ele”
(Jo 1,35-39)
 
 
Através de uma experiência de Deus, passei a me perguntar? Meu Deus o que queres da minha vida?  Foi essa pergunta que me moveu por inteira e me fez ir em busca de sua vontade. Comecei a aproximar-me mais Dele, como nunca tinha feito antes, pois através dessa experiência me sentia amada, importante e muito preciosa aos seus olhos e de uma maneira muito especial sentia aumentar em mim cada vez mais a comunhão com Ele, através da oração e de tantos outros meios que me levavam a estar mais perto dele.
Mas, não estava totalmente completa, percebia que ele queria algo mais de mim, dentro de  mim era uma inquietude muito grande, senti que ele me chamava de uma forma especial para estar mais a seu lado, transmitir e testemunhar aquilo que eu estava sentindo para outras pessoas também. 
Mas não foi tão fácil assim aceitar a vontade de Deus, pois passava um turbilhão de coisas na minha cabeça. Tinha medo do que as pessoas iriam pensar de mim, como eu ia me abrir com alguém pra falar aquilo que eu estava sentindo, mas, mesmo assim bem lá no fundo sentia a sua voz a me chamar então coloquei- me a pensar naquela pergunta que ficou por certo tempo esquecida bem lá no fundo da memória: "O que queres de mim?". E a partir dessa lembrança senti que aquilo que eu estava sentindo era a resposta de Deus para a minha pergunta, e foi assim que tudo iniciou, eu me abri pra acolher a sua vontade, e  sem saber com quem falar, onde ir, o Espírito Santo foi me conduzindo e me encorajando até que um dia através de uma amiga eu tive a oportunidade de encontrar uma pessoa para me ajudar a perceber melhor aquilo que Deus  me chamava a realizar, pude assim então conhecer as Missionárias, tendo primeiramente um contato com a Edvanda, assim foi crescendo cada vez mais o vínculo com o Instituto  e o meu amor pelo carisma através de acompanhamentos por cartas, pelas suas visitas e assim Deus foi  me conduzindo.
Certo tempo da caminhada Edvanda  me propôs fazer uma experiência por um tempo pra conhecer um pouco a vida das Missionárias, para vivenciar de uma maneira bem de perto a vida consagrada e eu aceitei e no dia 30 de abril entrei na comunidade onde fui muito bem acolhida por todas as Missionárias, pude neste  tempo partilhar minha vida com elas, vivi uma bonita experiência de comunhão e tive a graça de viver lindos momentos onde pude crescer espiritualmente e humanamente, palavras são difíceis de explicar tudo que vivi neste tempo, foi uma grande alegria fazer parte desta missão e que foi ao mesmo tempo um desafio,  mas vi durante toda essa caminhada a presença de Deus me conduzindo me guiando e me mostrando onde e como encontrá-lo. Digo que valeu a pena tudo o que vivi!!!
E como São Maximiliano disse: “Quando se ascende em nós a chama do amor ela não pode se conter dentro de nós...".

Raquel Soares – 23 anos