terça-feira, 6 de agosto de 2013

Terceiro dia da novena de Padre Kolbe: rumo ao Calvário

Em nome do Pai...

Canto

Introdução:


Há uma extraordinária semelhança entre a oferta de si consumada por Cristo e a oferta de vida de São Maximiliano por um desconhecido companheiro de prisão no campo de concentração de Auschwitz. Contemplando as etapas da “paixão” de Maximiliano, queremos celebrar o amor de Deus pelo homem. Cada santo é, de fato, “louvor e glória da sua graça” (cf. Ef 1,6), porque no seu testamento se renova o mistério pascal de Cristo, a sua morte e a ressurreição.

3ª Etapa: rumo ao Calvário

“Levaram então consigo Jesus. Ele próprio carregava a sua cruz para fora da cidade, em direção ao lugar chamado Calvário, em hebraico Gólgota” (Jo 19,17).

Em 2 de maio de 1941, Padre Kolbe foi conduzido a Auschwitz. “Os recém-chegados” foram levados ao assim chamado comando “Babice”. Junto “com os outros prisioneiros desenterravam os troncos e cortavam as árvores que depois seriam usadas para construir cercas em torno dos campos pantanosos. O trabalho era feito rapidamente. Era verdadeiramente uma Via Crucis. Sobretudo uma vez foi terrível para Padre Kolbe. Krott (o chefe do comando) carregou as costas de Kolbe com os galhos mais pesados e depois lhe ordenou que corresse. Quando o sacerdote caiu, Krott lhe deu, sem piedade, chutes no rosto e no estômago, gritando: “Não quer trabalhar, folgado! Eu te farei ver o que quer dizer trabalhar!”. Ordenou a Kolbe que se deitasse em um tronco. Depois, entre todos os guardas, Krott escolhe o mais forte para dar a Kolbe cinquenta chicotadas. Depois de as receber, Kolbe estava incapaz de movimentar-se. Assim Krott o jogou no chão e jogou sobre ele os galhos” (Szweda).

“Respondeu Jesus: Não terias poder algum sobre mim, se de cima não te fora dado. Por isso, quem me entregou a ti tem pecado maior” (Jo 19,11).

Não tem maior amor do que este:
- dar a vida pelos próprios amigos.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória...


Oremos:

Ó Deus, que destes à Igreja e ao mundo São Maximiliano Maria Kolbe, sacerdote e mártir, ardente de amor pela Virgem Imaculada, inteiramente dedicado à missão apostólica e ao serviço heróico do próximo, pela sua intercessão concede-nos, para a glória do vosso nome, empenharmo-nos sem reserva pelo bem da humanidade, para imitar na vida e na morte o Cristo teu Filho. Amém.

Novena em espanhol produzida pelas Missionárias da Imaculada-Padre Kolbe, na Bolívia:
http://www.goear.com/listen/6aaa680/3-dia-novena-al-p-kolbe-misioneras-p-kolbe