domingo, 16 de dezembro de 2012

Os muitos modos de anunciar o evangelho


Na liturgia deste 3º. domingo do Advento (Lucas 3, 10-18)  “João Batista tem para cada um de nós uma mensagem de esperança e de compromisso” - que é uma mensagem baseada na partilha, na justiça e no poder-serviço como uma maneira de construir uma nova história (José Bortolini). Atitudes que, anunciadas por João e praticadas por Cristo, constroem o reino no meio de nós. Pelo anúncio dessas atitudes práticas, podemos nos preparar para a chegada de Cristo e intuir, por meio dessas práticas, muitos modos de anunciar o evangelho.

São Maximiliano no seu amor pela vida missionária soube no seu tempo e dentro de suas condições, perceber novas maneiras de concretizar a presença de Cristo por meio da partilha, da justiça e do poder-serviço. Por exemplo, ao partilhar o seu pedaço de pão com um prisioneiro no campo de concentração em Auschwitz (1941); ou dar aos falecidos, vítimas da guerra em Varsóvia (1940), caixões fabricados nas oficinas do convento de Niepokalonów; ou a recusa que faz em receber um tratamento diferenciado, no barbeiro, pelo fato de ser sacerdote. Esses fatos, simples da vida de Maximiliano, testemunham a sua capacidade de perceber e concretizar, no seu dia a dia, as ocasiões de anunciar o reino de Deus.

Hoje, nós somos provocados a intuir no nosso dia a dia novas práticas que anunciem a presença de Cristo no meio de nós. Ele está para chegar e seu nascimento é para nós a força que necessitamos para concretizar essas intuições. Nós junto com Cristo, o Emanuel - Deus conosco, podemos construir uma história nova e diferente, que testemunhe também, a exemplo de Maximiliano, uma relação diferente com as pessoas.

Rosana de Jesus Coelho