domingo, 23 de dezembro de 2012

Com a Imaculada no presépio
 

“Que pensavas tu, ó Imaculada,quando pela primeira vez “nanava” o divino menino naquele pouco de feno? Que sentimentos inundaram o seu coração enquanto o envolvia em panos, o abraçava em seu coração e o amamentavas?” (SK 1236)

As palavras de Maximiliano nos convidam a nos colocar, diante do presépio, com a mente e o coração abertos para Deus, a fim de acolher com alegria a novidade que se aproxima: Deus mesmo vem a nós. E vem de uma maneira que nos surpreende e encanta: como um nenê! Por isso, desejamos vivenciar o natal com aqueles sentimentos que, segundo Maximiliano Kolbe, ao meditar o natal, a Virgem sentiu: humildade, amor e agradecimento (SK 1236).

Mas, o que é o natal? É o nascimento de algo novo... o nascimento de um projeto de vida, de um jeito novo de viver! O jeito de Jesus Cristo!

O que pensamos diante do nascimento de Deus para nós? E o que sentimos? Deus na sua iniciativa apresenta uma novidade que nos alegra o coração: o seu projeto de amor, de vida e salvação. E coloca esse projeto em nossas mãos... tanto quanto colocou nas mãos da Virgem o menino! E mais: faz-nos sentir esse projeto - fruto da nossa generosidade e disponibilidade como nosso! O divino se faz humano. O projeto do Pai se faz projeto da Virgem. E o reino de Deus se faz nosso projeto!

Que a este dia de natal seja uma linda oportunidade para rezar, meditar e contemplar o projeto de Deus feito carne: Jesus Cristo, bem como rezar e concretizar, o nosso projeto de vida iluminado por este menino, vivenciando aqueles sentimentos da Virgem e tantos outros que surgirem em nosso interior como reconhecimento da glória de Deus! Bom natal a todos!

Rosana de Jesus Coelho