segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Texto de aprofundamento para o terceiro encontro
 
"Coragem! Levanta-te! Ele te chama!" (Mc 10,46-52)


Ao sair de Jericó, Jesus começa o último trecho da subida a Jerusalém. Sentado à beira do caminho está o cego Bartimeu (significa "Filho de Timeu"): ao ouvir que Jesus passava, começa a gritar: "Filho de Davi, Jesus, tem compaixão de mim!" (10,7). O Cego representa a figura dos discípulos que não compreendem o messianismo de Jesus nem sua entrega.
Jesus atende à súplica do cego que grita por ele, não obstante à repreensão dos que o acompanhavam, e chama-o. O cego deixa o manto. Isso é revelador se considerarmos que o manto é figura da própria pessoa, era também o que ele tinha para cobrir o seu corpo, a sua segurança. Ele então deixa de lado, de algum modo, sua vida e sua segurança. Com esse gesto o evangelista indica que o cego/discípulo cumpre agora as condições do seguimento: Ele deixa tudo para seguir Jesus, aceitando carregar a cruz e disposto, se preciso for, a dar a vida (8,34).
É interessante notar que já no v.51 o cego não chama mais Jesus Filho de Davi, chama-o "meu Mestre" (Rabbuni), reconhecendo em Jesus o Messias Filho de Deus.
O episódio do cego de Jericó adquire preponderância no evangelho segundo marcos, pois é necessário "ver" para "seguir" Jesus. É preciso que se abram os olhos à fé para que a salvação aconteça. Depois de curado, o cego se põe a "seguir Jesus pelo caminho", o "caminho" de Jerusalém.
Este texto nos mostra as etapas do processo de discipulado. Sem a cruz não se pode entender quem é Jesus e o que significa segui-lo. A cruz faz parte do caminho de seguimento.
Ser discípulo é estar com Jesus aprendendo com seu jeito de agir e de se relacionar com as pessoas e fazendo as opções que ele fez.
Esta narrativa faz um desdobramento entre o caminho rumo à cruz e a próxima seção, que culmina na morte e ressurreição de Jesus.

Serviços de animação bíblica (sab)
Coragem! Levanta-te! Ele te chama! (Mc 10,49)
Discípulos Missionários a partir do evangelho de Marcos
Mês da bíblia - 2012 / Texto para o povo

Paulinas - Pág. 33-34