sexta-feira, 27 de junho de 2014

Ao Sagrado Coração

Ó Jesus, cujo coração divino é símbolo vivente de amor infinito, atrai as nossas almas para a vossa doce intimidade. Vós, que vos consumistes pela glória de Pai e pela salvação dos homens, fazei com que a nossa vida seja um contínuo testemunho de amor por vós. Oferecemo-vos os nossos sentidos, tão prontos para dispersão; o nosso coração, tão inconstante; a nossa carne, tão frágil. Tudo aquilo que temos e somos, oferecemo-lo a vós a fim de que nos tornemos um agradável holocausto de amor.

Glória ao Pai...

Doce coração de Jesus,
fazei que eu te ame cada vez mais.


Ó Jesus, cujo coração divino experimentou até a agonia o peso e a gravidade do pecado, tornai o nosso coração sensível à tragédia da humanidade, que resiste ao vosso amor. Pelos nossos pecados e por todos os pecados que comentem no mundo, queremos oferecer-vos a nossa generosa reparação, unindo-a ao vosso sacrifício redentor. Aceitai-a das mãos da Virgem reparadora como um ato de fé e de amor.

Glória ao Pai...

Doce coração de Jesus,
fazei que eu te ame cada vez mais.


Ó Jesus, cujo coração divino arde do desejo de levar todos os homens ao amor do Pai, acendei também em nós a chama do apostolado. Que a nossa vida se torne um testemunho do evangelho, com o ardor da palavra e a eficácia do exemplo. Que a vossa graça nos ajude a atrair as almas para o reino do vosso amor, onde a humanidade, unificada no vosso nome, formará uma só família no abraço eterno do Pai.

Glória ao Pai...

Doce coração de Jesus,
fazei que eu te ame cada vez mais.


Jesus manso e humilde de coração,
fazei o nosso coração semelhante ao vosso.

Oremos:
"Concedei, ó Deus todo-poderoso, que, alegrando-nos pela solenidade do coração do vosso Filho, meditemos as maravilhas de seu amor e possamos receber, desta fonte de vida, uma torrente de graças. Por nosso Senhor Jesus Cristo..." 

Fonte: Perseverantes na oração, p.42-43, e liturgia diária.